Tecnologia do Blogger.

28/05/2016

RESENHA - O Acordo (Elle Kennedy)

Elle Kennedy
Ficha técnica:
Referência bibliográfica: KENNEDY, Elle. O Acordo – Amores Improváveis. 1ª edição. São Paulo, Paralela (selo da editora Companhia das Letras), 2016. Tradução: Juliana Romeiro. 360 páginas.
Gênero: Romance, New Adult
Temas: Bad Boy, Faculdade,
Categoria: Literatura Estrangeira; Literatura Americana
Ano de lançamento: 2015 nos Estados Unidos da América 2016 no Brasil
Série: O Acordo (Livro 1)










“Às vezes, as pessoas entram na sua vida e, de repente, você não sabe como foi capaz de viver sem elas antes. E já não consegue entender como vivia a vida, saía com os amigos e dormia com outras pessoas sem ter essa pessoa importante na sua vida”
O Acordo – Livro 1. (posição 4.416 – 65% – de 6.843 - E-book via Amazon)



Hannah Wells finalmente encontrou alguém que a interessasse. Embora seja autoconfiante em vários outros aspectos da vida, carrega nas costas uma bagagem e tanto quando o assunto é sexo e sedução. Não vai ter jeito: ela vai ter que sair da zona de conforto… Mesmo que isso signifique dar aulas particulares para o infantil, irritante e convencido capitão do time de hóquei, em troca de um encontro de mentirinha. Tudo o que Garrett Graham quer é se formar para poder jogar hóquei profissional. Mas suas notas cada vez mais baixas estão ameaçando arruinar tudo aquilo pelo que tanto se dedicou. Se ajudar uma garota linda e sarcástica a fazer ciúmes em outro cara puder garantir sua vaga no time, ele topa. Mas o que era apenas uma troca de favores entre dois opostos acaba se tornando uma amizade inesperada. Até que um beijo faz que Hannah e Garrett repensem os termos de seu acordo.
Então, amigos leitores, este é mais um livro com uma história totalmente clichê, pois aqui temos a nossa mocinha, Hannah Wells, uma personagem inteligente, dedicada aos estudos, bonita, que batalha pelo que quer e teve um problema no passado que a deixou com alguns traumas. Já o mocinho, Garrett Graham, é o típico bad boy da universidade. Ele é bonito, jogador de hóquei, tem amigos leais, não quer namorar (tão típico!), estudioso – pois, para jogar tem que ter boas notas –, tem problemas familiares e consegue tudo o que quer. Após fazer esse checklist das características dos personagens principais vou dizer a seguir o que achei do livro.
Gostei! Sim, eu gostei muito. Primeiro eu gostei pelo simples fato de gostar deste gênero, denominado New Adult. Para quem não conhece essa classificação de gênero literário, de acordo com o Publishnews, “Essa categoria é definida por temas que interessam especificamente seu público: o jovem que inicia a vida adulta e passa por transições, como morar fora de casa, longe dos pais ou da família, a busca pela independência etc. Muitas vezes os livros refletem o ambiente universitário ou falam das primeiras experiências, como a primeira transa, casamento, primeiro emprego, e abordam questões e valores importantes para a geração, como qualidade de vida, desenvolvimento sustentável, perspectivas de futuro etc. Ninguém duvida que esse começo da vida adulta carrega uma série de indagações e anseios próprios, sempre muito intensos.”
O segundo motivo é porque amo romance que tem como casal principal o bad boy e a mocinha improvável. Neste caso, ela é classificada improvável por não frequentar, habitualmente, o círculo social dele. E o que acho mais legal é você perceber o amadurecimento deles ao longo da história.
E o terceiro motivo foi que conseguimos perceber como eles descobriram que estavam apaixonados. E isso não se deu do dia para a noite, mas foi uma construção de uma relação de amizade e parceria. Tudo porque ele precisava melhorar sua nota em uma das matérias da universidade, senão seria suspenso do jogo, e uma das únicas alunas na sala a tirar nota 10 foi a Hannah.
Gostei muito dos personagens secundários, e acho que isso é um fator relevante para avaliar um livro. Além disso, a leitura foi divertida. Eu ri em alguns momentos e suspirei em outros. Então, se você procura algo descontraído para ler, recomendo este livro.
The deal
Capa original do livro
Então, Elle Kennedy, eu tiro meu chapéu para você. E digo que já aguardo ansiosamente para o lançamento do segundo livro.
A única coisa que não gostei do livro foi a capa, que apesar de ser fofa, não condiz muito com os personagens. Acho que poderiam ter usado a capa original. Mas, enfim, nem tudo poderia ter sido perfeito.
Para quem não conhece, a Elle cresceu nos subúrbios de Toronto. Desde criança, sabia que queria ser escritora. Elle formou-se em língua inglesa pela York University e atualmente escreve para várias editoras diferentes. É autora best-seller do New York Times, USA Today e Wall Street Journal.
O livro é narrado de forma linear cronológica e pelo ponto de vista alternado entre a Hannah e o Garret, que nos permite ver os pontos de vista dos dois personagens. 



O Acordo
Fonte: www.everylittlebook.com.br
Bibliografia de ELLE KENNEDY (ordem cronológica):
Livros:
  • O Acordo – Amores Improváveis – Paralela (2016)
  • The Mistake - Não há previsão de lançamento no Brasil
  • The Score - Não há previsão de lançamento no Brasil

Top Comentarista nº17: Clique para participar

Comentários
4 Comentários

4 comentários:

  1. Até gosto do gênero, na verdade é tipo o segundo que mais gosto. Só que o livro não chamou muita atenção quando vi sinopse. Com resenhas isso está mudando. Parece que vale muito a pena, os personagens são apaixonantes e até os secundários ganham um bom destaque. Estou pensando em ler, só não sei quando...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Cristiane, acho que vale a pena a leitura deste livro ;)

      Excluir
  2. Oi, tudo bem?
    Já tinha lido a sinopse desse livro, mas não havia me chamado muito a atenção. Agora, lendo sua resenha, já simpatizei mais, parece uma leitura leve e até divertida. Talvez venha a ler. Não conhecia a autora. Obrigada por suas palavras. Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Márcia, foi muito bacana a leitura deste livro, recomendo ;)

      Excluir

Deixe o seu comentário!