Tecnologia do Blogger.

11/08/2015

RESENHA - O que eu quero pra mim (Lycia Barros)

         Aviso: Esta resenha marca a entrada do mais novo membro do nosso time. Queremos desejar as nossas boas vindas mais calorosas a Colunista e Resenhista Bárbara Freitas. Boa leitura!

Ficha técnica:
Referência bibliográfica: BARROS, Lycia. O que eu quero pra mim. 1ª edição. São Paulo, Arqueiro, 2015. 208 páginas.
Gênero: Romance.
Temas: Viagem, Conflitos, Drama.
CategoriaLiteratura Nacional.
Ano de lançamento2015.










“- Não faça isso. Não vá para a cama com o primeiro homem que aparecer. Não se desvalorize só porque outra pessoa já fez isso com você. Tenha amor próprio.”
*O que eu quero pra mim (Página 92)




Alice é independente, bem sucedida profissionalmente e muito ambiciosa. Além do sucesso no trabalho, tem um namorado que é o sonho de qualquer mulher: lindo, apaixonado, louco para se casar e ter filhos.
Mas ela não é qualquer mulher, e acha que a carreira vem antes de tudo. Então, quando Casseano a coloca contra a parede e exige mais espaço em sua vida, os dois entram em um impasse e acabam se separando.
Em poucos dias, Alice sente que o fim do relacionamento está sendo mais duro do que esperava. Para piorar, o trabalho entra em crise e sua sócia, preocupada com a saúde da amiga, a obriga a se afastar por um tempo. As férias a ajudarão a arejar a cabeça e voltar mais produtiva.
Com tudo dando errado ao mesmo tempo, Alice aceita a sugestão e compra uma passagem para Londres. Chegando lá, mergulha numa profunda jornada de autodescobrimento e percebe o que realmente importa para ela.
O que eu quero pra mim, um romance que me fez perder o controle emocional. No início tive vontade de entrar no livro e sacudir os personagens por eles serem tão cheio de defeitos, mas é exatamente por esse detalhe que aprendemos ao longo da história tanto de nós mesmos, no autodescobrimento de Alice também aprendi e vou além, também amadureci. O livro é um diferencial dentre os romances atuais, pois não foca só na história de um casal e seus conflitos amorosos.
Quando Alice viaja para Londres para arejar a cabeça acreditei que ela viveria um amor inesquecível, porém a autora coloca personagens em sua vida que a fazem passar por conflitos que farão com que ela comece a encarar a si mesma.
Em Londres Alice se hospeda na casa da amiga, uma personagem que também está em uma viagem de autodescobrimento. Lá ela conhece Eamon e Pietro, respectivamente ex-marido e filho de Luana, que serão também muito importantes na história.
Ao decorrer da história a autora aborda temas complexos, como casos de estupro e distúrbios psicológicos, desenvolvendo reflexões morais e psicológicas que nos fazem aprender junto com os personagens.
Nesse livro você irá conhecer um pouco da cidade de Londres, se irritar e se apaixonar pelos personagens, conhecer um romance real e arrebatador e se você deixar, travar dentro de si também uma busca pela sua verdadeira identidade. A obra é simples, divertida e dramática, um misto de sentimentos do início ao fim que despertaram meu amor.


O livro é escrito em terceira pessoa, a narração é madura e divertida, as cidades onde se passou a história são descritas detalhadamente, o que nos fez viajar junto com a personagem. Passei tão rápido pela leitura com a ansiedade de conhecer o desfecho da história que confesso que se houver algum erro de grafia passou despercebido por mim. A capa do livro ficou incrível. Achei linda a paisagem de Londres com esse efeito de luz amarelada que remete a um nascer do sol, deixando tudo bem harmonioso.
Lycia Barros nasceu no Rio Janeiro, em 8 de junho de 1976. Cursou Letras na UFRJ e levou o amor aos livros para sua profissão. Sua carreira de escritora começou em 2010, com o romance A bandeja, que foi relançado pela Editora Arqueiro, ganhou o prêmio Codex de Ouro na categoria Melhor Romance em 2013 e será lançado em outros países em 2015.
Lycia já tem dez livros publicados. Ela dá palestras por todo o Brasil e ministra aulas sobre o mercado editorial. Mora em sua cidade natal com o marido e os dois filhos.
         Essa obra é diferente das demais obras escritas pela autora, pois se trata de um romance maduro e divertido que não foca somente no relacionamento entre um casal, mas também no aprendizado de vida dos personagens. Indico esse livro para quem ama um bom “conto de fadas” realista, mas que não deixa de ser mágico.




Bibliografia de Lycia Barros (ordem cronológica):

  • Tortura cor de rosa - As meninas também sabem ser cruéis - Danprewan (2011)
  • Entre a mente e coração - Danprewan (2011)
  • A Garota do outro lado da rua – Novo Século (2012)
  • Uma Herança de Amor – Quando o fim pode ser o começo – Novo Século (2012)
  • Uma Herança de Amor – Armadilhas do Destino – Novo Século (2012)
  • Uma Herança de Amor – O Plano Perfeito – Novo Século (2013)
  • A Bandeja - Qual pecado te seduz? - Arqueiro (2014)
  • Shakespeare e elas - Autêntica Editora (2014)
  • Perdido sem você - Ases da Literatura (2014)
  • O que eu quero pra Mim – Arqueiro (2015)


Comentários
21 Comentários

21 comentários:

  1. Bárbara, sua linda, bem-vinda!
    Adorei a resenha.
    Não conhecia o livro, mas fiquei curiosa.
    Ansiosa pelas próximas resenhas.
    Bjin da B
    ^^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada linda, muito bom saber que você gostou.
      Beijos beijos!

      Excluir
  2. Oiee, tudo bem?

    Eu li O Despertar da Lycia e to bem curiosa para ler O Que eu Quero para Mim também. Parece ser um livro bem legal e eu gosto das temáticas que a Lycia aborda, são sempre muito bonitas. A capa está linda mesmo

    beijos
    Kel
    www.porumaboaleitura.com.br

    ResponderExcluir
  3. Não li esse ainda,mas realmente os temas abordados por ela são muito interessantes.
    Quando ler esse me diga sua opinião, vou gostar de ter alguém pra trocar fichinha sobre os livros dela.
    Beijos!
    :)

    ResponderExcluir
  4. Olá, tudo bem?

    Nunca li nada dessa autora, mas já ouvi ótimas coisas para com sua escrita. Contudo, mesmo com todos os elogios e menção à narrativa madura e rapidez da leitura, esse livro não é para mim, um fã nato de histórias fantásticas e ficção científica. Contudo, alguns dos meus colunistas curtem bastante esse gênero e por isso irei indicar a obra para que eles confiram a escrita da autora.

    Abraços,
    Matheus Braga
    Vida de Leitor - http://vidadeleitor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Mattheus, pode indicar sem medo, a história é bem gostosinha de ler (pra quem gosta :)
      Mas, indico também vc arriscar as vezes, vc pode se surpreender.
      Bjos!

      Excluir
  5. Oi Bárbara, bem-vinda florzinha. Super ansiosa pelas suas próximas resenhas.
    Ainda não li nada da autora, mas tenho vontade. Gostei muito da sua resenha e antes não tinha ficado interessada na leitura desse livro, mas depois de sua resenha me animei. Parabéns pela resenha.

    Beijos
    Leitora sempre

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada gata, que bom que se interessou, é que nem Teen Wolf, é só começar que lá na frente você não desgruda até terminar,kkkkkkkk.
      Bjuus!

      Excluir
  6. Olá, tudo bem? Bom, este parece ser um daqueles livros que nos deixa um pouco sem estruturas ao final da leitura, nos fazendo pensar sobre tudo da nossa vida. Infelizmente nem todos podemos ir para Londres, então temos que ter o auxilio da leitura (brincadeira hehe).
    A premissa é muito bacana, espero que ela tenha amadurecido e resolvido seus problemas ao longo do livro; Por mais que seja importante para a mulher se sentir dona de si mesma é bom colocar lado a lado algumas diferenças e desejos e saber de verdade o que importa. Beijos.
    Blog Cantar Em Verso

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    3. Oi Silviane, tudo ótimo, você tem toda razão, se sentir dona de si mesmo é muito importante, ela aprende isso e mais um pouco. Com certeza é um daqueles livros que te faz pensar na vida.
      Beijos!

      Excluir
  7. Oi Bárbara!
    Não conhecia a autora! Nossa, ela já escreveu dez livros! Tem outros ali na bibliografia dela que parecem ser muito legais também!
    Eu acho muito legal quando os personagens não são perfeitos, porque é assim que somos na vida real, não é? Personagens perfeitos só acontecem na ficção!

    Beijos,
    Fernanda
    www.oprazerdaliteratura.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Fernanda, me surpreendi com esse livro, não sabia que podia ser tão interessante ler uma história de amor com os defeitos reais dos seres humanos, pretendo me aventurar mais nesse estilo de agora em diante.
      Beijos!

      Excluir
  8. Ola Barbara confesso que quando vi as quotes de lançamentos fiquei bem curiosa, mas ao ler algumas resenhas não tão positivas com relação aos personagens e dramas exagerados, confesso que desanimei. Mesmo com sua ótima opinião sobre o livro, no momento vou deixar passar. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    2. Oi Joyce, me identifico com você ,também não gosto de histórias dramáticas demais, só que como disse antes me surpreendi com esse livro, um romance com conflitos da vida real pode deixar o enredo bem dramático mesmo,no começo achei que também não ia gostar,pois gosto de uma bela fantasia, mas como aprendi muita coisa interessante acho que vale a pena arriscar.
      Beijos!

      Excluir
  9. Oi Bárbara, quando vi esse lançamento eu tive a impressão que iria narrar justamente a história de um casal e seus conflitos e agora lendo sua resenha eu estou em choque. Pelo que entendi essa história é muito mais profunda do que um simples romance e não só pela autodescoberta, mas sim pelo fato de autora ter criado personagens que não são perfeitos, logo são humanos, entendo que deve ser frustrante mas de certa forma gratificante lidar com essas personalidades tão reais. Adorei sua resenha ela me fez querer dar uma chance a esse romance :)

    ResponderExcluir
  10. Essa capa é linda mesmo! Sei que ele vai me deixar com ainda mais vontade de conhecer Londres e por isso não irei ler. hahahha brincadeirinha, mas esse é um livro que realmente não coloco na lista...
    As propostas da Lycia, suas temáticas... nem sempre me agradam. Então prefiro não ler. De qualquer forma, que bom que você gostou =D

    Beiijos, Andressa
    Mais que Livros | Curtindo a Vida a Dois

    ResponderExcluir
  11. Oi Bárbara, sua linda, tudo bem
    Seja bem - vinda!!!!!!!
    As resenhas sobre os livros dessa autora são bem divididas, alguns amam, outros não. Sempre fico em dúvida. Achei lindas as suas palavras dizendo que a personagem será obrigada a se encarar, que ela irá se descobrir e com ela você também conseguiu se ver. A mensagem é muito bonita. Sua resenha ficou ótima.
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Oi Bárbara, tudo bem? Antes de tudo, seja bem vinda ao blog.

    Bom, nunca li nada da autora, mas sempre falam muito bem dela, que tenho vontade de conhecer. Esse livro parece ser muito bom, as vezes precisamos de algo mais maduro, que seja apenas um romance bonitinho entre um casal, as vezes precisamos ler algo mais "interior". Achei bem interessante a ideia da viagem de autodescobrimento, todos precisamos disso em algum momento da nossa vida. E com certeza, Londres é um cenário ideal para isso. Os personagens parecem ser bem construídos, e os secundários também parecem ter sua importância para a história.

    Beijinhos,

    Rafaella Lima // Vamos Falar de Livros?

    ResponderExcluir

Deixe o seu comentário!